Planejamento no presente,
tranquilidade no futuro



Conheça Nossos Ideais

Planejando vidas,
realizando sonhos



Conheça Nossos Ideais

Suas metas, nosso desafio



Conheça Nossos Ideais

Planejamento integrado
e realizacao pessoal



Conheça Nossos Ideais

Artigos


“Herança, causa de conflitos familiares”

“Quando há varias propriedades a serem distribuídas entre familiares, 70% das sucessões são conflituosas”.

“Conforme advogados em Direito de Família e psicólogos especializados em vínculos familiares, as heranças são a causa de vários conflitos familiares, embora tudo dependa de quão valiosos sejam os bens a serem distribuídos entre os familiares do falecido”.

“Osvaldo Ortemberg, advogado especialista em Direito de Família, menciona que 70% das sucessões são conflituosas quando há uma empresa familiar ou mais de quatro propriedades a serem herdadas".

“Miguel Espeche, psicólogo, observou que a distribuição dos bens é um dos principais motivos de conflitos familiares entre adultos. Surge uma deterioração a partir de problemas que estavam disfarçados, velhos agravos, concorrência entre irmãos, sensação de ter sido mais ou menos queridos pelos pais”.

“Há famílias que, a partir do falecimento de um familiar do qual herdam, ficam afastadas para sempre. Porque não só brigam por causa do dinheiro, mas também pelo poder, dependendo da posição que cada um, historicamente, vem ocupando na família. As brigas por causa de uma herança dificilmente são superadas”.

“Florencia Menéndez, chefe de Terapia Familiar e de Casais do Departamento de Saúde Mental do Hospital de Clínicas, sugere que “a instabilidade econômica e a dificuldade de comprar uma casa própria estejam gerando famílias mais dependentes de valores materiais”. Por sua vez, conforme explicado pelos outros especialistas, dizem os herdeiros, “eu necessito mais porque tive menos” se expressando em formas materiais, como uma maneira de colocar preço na atenção que não tiveram. Os relacionamentos mais próximos são mais primitivos, irracionais, de alta voltagem emocional”.

Fonte: “Herencias, causas de conflictos familiares” (em espanhol).

Reflexão Final

Nesta oportunidade é interessante escolher este artigo no qual é reafirmado o assunto do qual já falamos em várias instâncias: “as heranças como causas de conflitos familiares”. Lembremos, também, que o melhor remédio para esses conflitos é a elaboração de um planejamento sucessório adequado.

Conforme a informação citada, na existência de várias propriedades a serem distribuídas, 70% das sucessões acabarão sendo conflituosas. Além disso, se acrescentarmos que existem mais bens a serem distribuídos, bem como se eles ficam radicados em outras jurisdições, a problemática é ainda maior.

Também, nas jurisdições da América Latina, existe o que se conhece como “legítimas necessárias”, que é aquela parte do patrimônio da qual o causador não pode dispor livremente. Não podemos deixar de mencionar, também, que as famílias estão cada vez mais estendidas, significando que hoje a família está composta não só pelos “nossos”, mas também, e cada vez mais frequente, pelos “seus e os meus”. Neste aspecto, mencionamos que, caso um planejamento efetivo não seja feito, a normativa (geralmente, após vários anos) decidirá a distribuição dos bens.

Isso demonstra a importância de planejar a transferência de bens, evitando este tipo de inconveniente, tão comum em nossa sociedade.

Planejar implica distribuir os bens da maneira mais justa possível, evitando conflitos familiares, além de eliminar custos, tempo e comentários associados a qualquer procedimento sucessório.

Existem ferramentas bem efetivas de planejamento financeiro na hora de planejar a sucessão e, como exemplo, mencionamos os seguros de vida, bem como a designação de beneficiários nos produtos de investimento.

Por tudo isso, gostaríamos de alertar sobre tal necessidade, pois as pessoas necessitam pensar e planejar cada vez mais a sua sucessão.



Veja outros artigos


- A Importância do Orçamento Doméstico


- Brasileiros cogitam investir lá fora nos próximos 10 anos